XTERRA COSTA VERDE – 2 LUGAR!

18 08 2011

Dia 13/08 foi realizada em Portobelo uma das mais tradicionais provas do calendário Xterra. Mais tradicional porque esta etapa, durante alguns anos, foi a etapa classificatória para o Xterra World Championship em Maui. O percurso todo acontece dentro do Hotel Portobelo e proporciona ao público um espetáculo de imagens e disputa no clássico cenário de triathlon off-road. E no ano de 2011 não foi diferente. O dia lindo tornou essa etapa ainda mais atraente.

Eu participei dessa prova durante alguns anos e sempre terminava com uma sensação de arrependimento por não haver treinando o suficiente. Esse ano me antecipei e resolvi fazer diferente. Entrei na piscina e resolvi aprender a nadar. Educativos pra lá e pra cá, que por mais que tomem tempo, são imprescindíveis para a evolução. O Grigori (meu treinador de natação) que o diga. É necessário ser insistente.

Fui para Mangaratiba na sexta feira no fim do dia e cheguei no Portobelo direto para retirar meu kit, assistir ao simpósio e aproveitar o jantar de massas. Estrutura Xterra mais uma vez impecável! Depois de tudo feito fui para o Portogalo, casa do meu amigo Leo, para descansar e dormir.

Sábado acordamos cedo, tomamos café e saímos para o Portobelo. O dia estava lindo a expectativa era grande. Eu havia treinado e estava preparada para encarar o desafio, mas a gente sabe que no Xterra isso pode não significar muito. O percurso é sempre muito desafiador e tudo pode acontecer. As adversárias na elite não eram muitas, porém todas muito fortes. A atleta internacional dessa vez era Emma Garrard, fortíssima candidata ao titulo.

Tudo pronto na área de transição, fui andando para a praia para entrar na água e aquecer um pouco. A temperatura estava boa e o mar lisinho, sem ondas e proporcionando condições perfeitas para nadar.


Cinco minutos antes da largada já estávamos todos alinhados embaixo do pórtico, aguardando ansiosamente a partida. Às 9:00 em ponto, ao som de uma corneta foi dada a largada ao Xterra Costa Verde 2011. Aquela euforia de natação não foi muito diferente para mim. Embora eu tenha treinando ainda não consigo me sentir muito confortável nesse tipo de largada. Até a primeira bóia foi sobrevivência, tomando chute e pancada e esquivando da “muvuca”. Na reta para a segunda bóia as coisas começaram a melhorar e eu comecei a conseguir nadar melhor. O sol estava de cara e eu não conseguia ver a bóia direito. Acabei nadando um pouco torto mas logo consegui consertar e mirar a bóia seguinte. A terceira bóia na areia eu pude ver que estava num ritmo bom e até a última bóia consegui seguir nadando consistente. Quando saí da água e olhei o pórtico veio a surpresa: 24 minutos! Isso para mim é uma vitória e eu já comemorava internamente, mesmo sabendo que ocupava a quarta posição naquele momento.

Fiz uma transição um pouco atrapalhada, porém bastante rápida em relação às que estava fazendo nas provas anteriores. Saí pedalando forte para buscar a evolução na prova.

Consegui passar alguns ciclistas já no começo e fui me motivando. Alcancei a Carlinha Prada e consegui fazer a ultrapassagem. Fui buscando manter um bom ritmo, principalmente porque ali era o momento de forçar para tentar entrar na trilha numa boa colocação.

Quando cheguei na trilha já tive que descer da bike de cara porque a primeira subida não era pedalável. Montei logo em seguida e procurei ser o mais eficiente e técnica possível. Peguei algum “congestionamento”, mas consegui evoluir bem. A trilha era muito divertida e apesar de estar numa competição eu conseguia curtir o momento.

Eu imprimi um bom ritmo e fui ultrapassando até que alcancei a Luzia Bello. Eu ultrapassei e segui tentando cometer o mínimo de erros para ganhar tempo e me cansar menos. Eu sabia que não podia pedalar para a morte senão não conseguiria correr. Fui forçando de forma controlada até chegar na transição.

Essa parte sim consegui fazer rápido. Botei o tênis de trilha no pé e saí rumo aos 9km de corrida. Logo que saí da transição encontrei o meu amigo Chico, que me incentivou a correr forte. Eu ocupava a segunda colocação naquele momento e esse era um resultado que eu não queria abrir mão. Eu vi que a Luzia já vinha com a bike para a área de transição e seguiria correndo forte atrás de mim. Eu sabia que para manter o segundo lugar teria que lutar, mas eu estava disposta a lutar até o fim.

Os primeiro quatro quilômetros eram planos e isso me favoreceu muito. Consegui encaixar um bom ritmo e sem olhara para trás segui adiante. Quando cheguei ao “sumidouro” atravessei sem pensar muito. A lama estava pesada e quase perdi o tênis, mas os obstáculos aquele dia não estavam me atrapalhando. Eu estava focada e só pensava em seguir.

Depois veio o trecho de sobe e desce, mas ainda bastante leve, que ainda era possível correr. Por volta do quilometro cinco fui ultrapassada por meu amigo Márcio Scotti, que me incentivou ainda mais dizendo que eu estava forte. Eu sentia que estava num bom dia e seguia muito motivada.

Nos trechos de trilhas a dificuldade aumentava. Não era Possível subir correndo em alguns pedaços mas eu sabia que faltava pouco. Minha cabeça estava vidrada na linha de chegada e eu começava a acreditar no resultado. Eu estava fazendo uma ótima prova e estava feliz. Tudo estava dando certo.

Quando saí da última trilha dei de cara com meu amigo Chico, que já estava ali para comemorar. Faltava pouco para a chegada. Fechei meu macaquinho segui correndo forte até o pórtico de chegada. Eu pulava, comemorava, sorria e até chorava. Foi uma mistura de êxtase com satisfação e cansaço. Eu estava realizada por ter completado o Xterra Costa Verde em segundo lugar, sendo a melhor brasileira colocada na prova, e tendo emplacado meu melhor resultado naquele percurso.

Gostaria de agradecer os meus amigos, minha família, meus treinadores a patrocinadores, pois sem a ajuda deles nada disso é possível.

Gostaria de parabenizar a X3M mais uma vez pelo evento impecável e agradecer os fotógrafos Ricardo Ramos/Trisport e Paulo Henrique Prudente/boratreinar.com.br pelas imagens. Gostaria também de parabenizar todos os atletas que lá estiveram e que completaram esse percurso tão desafiador. Somos todos SURVIVORS! Que venha a próxima!

Anúncios

Ações

Information

16 responses

18 08 2011
acruzcosta

Parabens pelo resultado !!!
Grande prova !!!
Um dia ainda faço essa prova.
Valeu !!!!

18 08 2011
manuvilaseca

Obrigada!!!

18 08 2011
Isabel Guilhon

Ai Menu heim,gostei do blog!!!Parabens por tudo!!!
bjs

19 08 2011
manuvilaseca

Obrigada Jezzzzz!!!! Vou marcar de passar aí na volta da viagem. Beijoss

20 08 2011
Rosemary Franca Gonzales

Nosssaa!!! Manú Parabéns ficamos iper felizes com suas conquistas nos orgulha muito….Forte Abraço. Casal 20 Rose e Cido os Bikers.

22 08 2011
manuvilaseca

Obrigada Casal 20!
Beijos

26 08 2011
Norma Scaglione

Oi Manu, fiquei emocionada e orgulhosa ao ler sobre a prova, Parabéns vc merece, se dedica MUITO !!! bjs

26 08 2011
manuvilaseca

Obrigada Norma! Obrigada por ter acompanhado! 🙂
Beijos

21 09 2011
Rosemary Franca Gonzales

Olá Manú tudo bem sumiu…deve estar ocupadíssima te liguei, mandei email…viajando ou se aventurando… se cuida não corre muito. Beijus. Rose Casal 20.

25 09 2011
Alexandre Magno Gaia

Parabéns Manú!! Você é Guerreira!!! Exemplo de Disciplina e Determinação!!! ícone no Esporte!!! Super beijo com carinho!!!!

26 09 2011
manuvilaseca

OBRIGADA ALEXANDRE!
BEIJOS

26 09 2011
Fernanda Musa

Ola Manu, quanto tempo! Queria dizer que adorei o blog, estou super impressionada com voce, que alem de successful esta LINDA!! Parabens!!! Fernanda Musa

26 09 2011
manuvilaseca

OBRIGADA FERNANDA!!!
BJOSS

26 03 2012
acruzcosta

Manu, desculpe a pertubação.
Mas, que pneu vc indica para essa prova?
A minha bieke é uma kona fire mountain deluxe 2010 com a seguinte configuração:

Quadro: Kona 7005 Aluminum Butted
Suspensão Dianteira: RockShox DART 2 | c/turnkey | 100mm

RODAS:

Aros: Rigida ZAC-19SL / Alex ACE-18
Cubo Dianteiro : Formula Disc
Cubo Traseiro : Shimano M475 disc
Raios : Stainless 14g
Pneus: CST TB68548300 / Kenda K-922 / Innova IA-2113 26×1.95”

RELAÇÃO:

Passadores: Shimano Deore, 9v
Câmbio Dianteiro: Shimano Deore
Câmbio Traseiro: Shimano Deore
Pedivela: FSA Dyna Drive, 44x32x22d
Movimento Central : FSA 7420
Cassete: Shimano Deore (11-32d), 9v
Corrente : Shimano HG53
Pedais: Xerama SP-500

COMPONENENTES:

Selim: WTB Speed V Sport SE
Canote de selim: Kona Thumb
Guidon: Kona Riser (31.8mm x 660mm Wide)
Manoplas: Kona Mooseknuckle
Mesa: Kona Control (8°± ; 14-16=70mm, 18=85mm, 20-22=105mm)
Caixa de direção: Ritchey LB-Plus
Manete: Avid FR-5
Freios: Hayes MX4 Mechanical disc

26 03 2012
manuvilaseca

O pneu que eu uso na minha bike é o Kenda Smallblock Eight. Eu gosto dele porque é leve e rápido e para uma prova tipo Mangaratiba ele rola super bem. Não tem muita pedra nem nada que precise de cravos muito altos. Ele rola super bem. Já se estiver com lama aí muda tudo. Tem o Schwalbe Rocket Ron que é show de bola. Qual pneu vem na sua bike?

27 03 2012
acruzcosta

Oi Manu, o pneu q vem na minha bike é o:
Pneus: CST TB68548300 / Kenda K-922 / Innova IA-2113 26×1.95”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: