O cronômetro da vida…

18 03 2010

Engraçado que recentemente andei pensando no relógio da vida. Aquela coisa que parece cronometrada, que faz a gente estar naquele exato momento num certo lugar. O caminhão de lixo que estava parado na rua e que te salvou de um assalto. O vôo adiantado que te fez conhecer alguém importante. O sinal fechado que te fez perder um trem. Enfim, seja lá o que for eu sou da teoria de que as coisas na vida não acontecem por acaso. Acredito que tudo tem um porque, mesmo que não seja sempre uma coisa boa.

Hoje acordei cedo para treinar. Me aprontei para sair de casa, peguei minha speed e desci. Segui peda rua Jardim Botânico, como de costume, pelo canto direito. Eu esperei o sinal fechar e saí pedalando rápido, na intenção de passar pelo trecho mais perigoso sem nenhum carro ou ônibus atrás. Quando estava na altura da entrada do Parque Lage vi uma kombi enguiçada no meio da rua. Pensei rapidamente que não seria uma boa idéia passá-la pelo lado esquerdo por causa dos carros. Segui na mesma velocidade pela direita. Em uma fração de segundo confesso que um pensamento de medo veio a minha cabeça. Pensei que alguém poderia abrir aquela porta. E de fato foi o que aconteceu. Entrei em alta velocidade na porta do veículo e caí no chão agonizando de dor. Eu chorava e tentava respirar. A dor era intensa. O motorista da kombi veio tentar me acodir. Ele tentava me levantar pelos braços, falar comigo, mas meu corpo estava mole e eu estava sem reação. Eu olhava para o além e não conseguia pensar muito bem.

Fui me recuperando aos poucos e algumas pessoas pararam para ajudar. Um ciclista tentava me ajudar, uma senhora parou o carro e ligou para meu pai. A polícia já estava lá e rapidamente chamou a ambulância.

A medida que eu ia me recuperando, um sentimento de ódio ia tomando conta de mim. Eu estava com muita raiva daquele homem que abriu a porta. Eu não falava, mas só pensava como alguém poderia abrir a porta de um carro assim, no meio da rua, sem sequer olhar para trás. Muita coisa veio na minha cabeça. Eu pensava na possiblilidade de ter quebrado alguma coisa, de ficar parada um tempão, perder provas importantes e o meu preparo físico que tanto estou treinando para melhorar.

A ambulância chegou, eu fui imobilizada e entrei de maca. Meu pai finalmente chegou. Foi muito bom tê-lo ali do meu lado. Era quase como se eu já estivesse salva.

O mais engraçado, se é que tem algo engraçado nisso (e essa eu preciso contar) é que na hora de medir o meu pulso as enfermeiras acharam que tinha algo estranho. O meu batimento cardíaco estava 44 e elas acharam que isso era porque eu estava usando esmalte escuro nas unhas. Depois alguém me diz se isso tem cabimento….

Cheguei no Miguel Couto na emergência e fui radiografada imediatamente. Para o meu alívio eu não havia quebrado nada, era só mesmo a dor. Só de saber disso já fiquei feliz. Espero já já estar treinando de novo, até porque semana que vem tem a Copa Internacional.

O policial que me acompanhou me perguntou se eu queria fazer um B.O. Eu disse que não e respondi que, se o homem que abriu a porta tiver aprendido algo com isso, já era suficiente para mim.

Anúncios

Ações

Information

20 responses

18 03 2010
Marcelo Malavolta

Tirando a parte do esmalte escuro, que susto muito bem registrado. Vc escreve direitinho..rs
Agora e dormir se recuperar e acender a vela de 7 dias.
Bjo querida, vc sabe que estou aqui sempre para oq der e vier.

18 03 2010
manuvilaseca

Obrigada pela força, Ma.
Beijão

18 03 2010
André Ibeas

Hoje a tarde o Dudu me falou sobre o acidente, parece que um amigo dele te socorreu, ele achava que vc tinha quebrado o ombro, fiquei bem triste imaginando como vc estaria se sentindo, horas de treino, evolução no condicionamento, metas e objetivos traçados, tudo por água abaixo… felizmente teu anjo da guarda ajudou, e vc continua no páreo, pra tristeza das concorrentes… a verdade é que nosso esporte é muito perigoso, volta e meio passamos por isso, o negócio é rezar pra não acontecer o pior.
Que bom que vc está bem, agora é ficar 100% pra arrebentar na copa.
se cuida
bj

19 03 2010
manuvilaseca

Obrigada, André. Estou bem! O médico já me liberou e disse que não tenho nada. Ufa! vamo que vamo!

Bjo

18 03 2010
Marcelo

Manuela, eu sou o tal ciclista que apareceu e que ligou para o Dudu para avisar, Fiquei preocupado e não consegui ir embora até teu pai chegar e saber que estaria bem acompanhada. Desmontei a sua bike e coloquei na mala do carro junto c/ seu capacete e torci para tudo sair bem.
Também já estive nesta situação (um pouco mais quebrado) e é muito bom saber que todos ajudam qundo precisamos.
Graças a Deus tá tudo bem!
Boa recuperação!
Um abraço, Marcelo.

19 03 2010
manuvilaseca

Marcelo

Que bom que você entrou aqui. Quero mais uma vez te agradecer por tudo. É muito bom saber que temos pessoas solidárias e que nos ajudam nos momentos de dificuldade.

Grande abraço

19 03 2010
Carol

Oi!
Também participo de corridas de aventura, somos amigas no facebook…
Espero que se recupere logo! Esses acidentes são foda!
Sobre o esmalte escuro nas unhas e a interferência que isso tem na medição dos batimentos cardíacos, sabe que, por mais impressionante que possa parecer, isso é realmente verdade. Minha irmã é médica e comprou um aparelhinho novo de medir batimento cardíaco (o aparelho é colocado na ponta de um dos dedos), ela foi fazer um teste em mim e eu estava de unhas rosas e ela me disse exatamente isso (que interfere).
Bjs

19 03 2010
manuvilaseca

Oi Carol!

hahahah, adorei essa da unha! Achei a coisa mais surreal e nunca tinha ouvido falar.

Obrigada pela força. Tô inteira e vamo que vamo!

Beijos

19 03 2010
Max

Uma vez eu li uma reportagem na internet feita para ciclistas se protegerem de colisões e afins e nesta reportagem dizia que a maior quantidade de acidentes com ciclistas é exatamente quando carros abrem as portas.

O Soelito Gohr , me parece, perdeu o movimento do braço por causa de um acidente assim, da mesma forma.

Eu sempre sou cabreiro e qualquer carro parado eu acho que o cara vai abrir a porta e já fico meio de olho. Mas uma hora a gente esquece e nessas horas os acidentes acontecem.

Nada é por acaso né?

Mas foi só um susto e vc já está pronta pra outra.

Bom resto de recuperação!

19 03 2010
manuvilaseca

Obrigada, Max! Pronta para seguir em frente, é isso aí!

Beijos

24 03 2010
Leno

Caramba! “Tô” pasmo! Melhoras! Que o bom Deus te proteja, sempre, em cada Km pedalado! Cuide-se! Torço por você!

leno

25 03 2010
manuvilaseca

Obrigada pela força, Leno. Grande abraço

26 03 2010
Maria Aparecida Ventura

Cara amiga desse esporte maravilhoso, ainda bem que tudo não passou de um susto, eu me acidentei na última estapa do BIG Biker e quebrei o pulso, resultado 5 meses parada só vendo os outros correrem, se no meu caso foi frustante que corro apenas por esporte, não quero nem pensar o que seria no seu caso.
O importante que o susto passou e que venham as vitórias, boa sorte na Copa Internacional e que o lugar mais alto do pódio seja o seu.
Maria Aparecida Ventura

30 03 2010
manuvilaseca

Maria Aparecida,

Obrigada pela força. É muito importante saber que tenho o apoio de tantas pessoas queridas como você. Que bom que foi só o susto e com isso veio o aprendizado. Agora é bola pra frente.

Beijos

29 03 2010
Manoela

Manu, que absurdo. O grande problema do Rio de Janeiro (que, ainda assim, incrivelmente é a cidade mais “bike friendly” do Brasil e com mais km de ciclovia… que leva nada a lugar nenhum, mas isso é outro papo)… voltando, o grande problema do RJ é que o ciclista está sempre “no lugar errado”, sempre “atrapalhando”, sempre se arriscando para poder ir e vir. Se a gente anda na calçada, tem o pedestre, tem as garagens, os carros, os bares… se anda na rua, tem os FDP dos ônibus, as kombis que abrem portas, os carros abusados. Uma selva.
No mais, sou 100% de acordo com essa teoria do “De volta para o Futuro”. Que um segundo na vida muda a sua vida pra sempre.
Beijos

30 03 2010
manuvilaseca

Manu,

Você tem razão em tudo que falou. E engraçado ler seu comentário agora porque era exatamente o que eu falava, olhando para ele enquanto as lágrimas escorriam. “O ciclista está sempre errado. Se ele anda na calçada ele está atrapalhando os pedestres. Na rua ele é atropelado. Por onde é que ele tem que andar?”
No mais, concordo que esse 1 segundo tenha mudado a minha vida para sempre. Espero ter feito uma diferença na vida de outros ciclistas também.

Beijão

5 04 2010
Eduardo

Oi Manu!!

Só fiquei sabendo agora do acidente. Força ai!
Fiquei indignado porque aconteceu a mesma coisa comigo aqui em SP, a umas duas semanas, indo treinar de manhã.
Acho que acontece isso direto, infelizmente.
Um taxista abriu a porta toda e só deu tempo de tirar o rosto.
Dei muita sorte também. Só ganhei um talho no pescoço.

Pior que se mantermos uma distância dos carros parados, falam que estamos no meio da rua!! Como disseram, ciclista tá sempre errado na cabeça dos outros.

Bj
Eduardo

5 04 2010
manuvilaseca

Pois é. O importante é saber que corremos esse risco então devemos ficar atentos. Hoje em dia prefiro reduzir e perder tempo do que me acidentar de novo. Quem sabe um dia seremos mais respeitados no trânsito…

7 04 2010
Joao Roballo

Oi Manu,

Como te falei de vez em quando entro no seu blog pra acompanhar seus treinos e resultados. Desdo do Indio da Costa, quando “competíamos” embrulhando os protótipos…rs…vou acompanhando sua busca e treinando, agora partindo pro meu segundo Iron. Lembra que te pertubava querendo saber como era a prova?

Já sofri um acidente exatamente igual ao seu e minha mão e ombro ficaram bem maltratados. Que bom que no final ficou só o susto e o aprendizado.

Sorte nas próximas provas. Boa recuperação

João Roballo

8 04 2010
manuvilaseca

Valeu, João!

Vai com tudo no Iron. Boa sorte lá!

Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: